ARGO: UMA AVENTURA OCIDENTAL EM TERRAS ORIENTAIS

  • Tatiana Zismann
  • Luisa Geisler

Resumo

Este artigo busca analisar as representações do iraniano no #lme Argo, a #m de que se possa entender
as bases discursivas sobre as quais se assentam as críticas levantadas pelo Irã em relação ao #lme, para
desta maneira compreender como o mesmo atua segundo o recurso de poder do so power americano
conforme entendido por Nye (2002). Dirigido e estreado por Ben A&eck, Argo foi ganhador do Oscar
de melhor #lme em 2013. O fato de o prêmio haver sido anunciado pela primeira dama Michelle Obama
reforçaria os desígnios políticos da produção cujo discurso aqui analisado, e esta é nossa hipótese
investigativa, aprofunda o antagonismo e a incompreensão da nação norte-americana frente ao Irã.

Publicado
2015-08-25
Como Citar
ZISMANN, Tatiana; GEISLER, Luisa. ARGO: UMA AVENTURA OCIDENTAL EM TERRAS ORIENTAIS. SÉCULO XXI: Revista de Relações Internacionais - ESPM/Sul, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 89-104, ago. 2015. ISSN 2236-871X. Disponível em: <http://seculoxxi.espm.br/index.php/xxi/article/view/99>. Acesso em: 06 jun. 2020.