MERCOSUL: CUSTOS E BENEFÍCIOS DE DIFERENTES ACORDOS COMERCIAIS

  • Rosana Curzel
  • Simão Davi Silber

Resumo

O objetivo deste artigo foi estimar impactos de diferentes políticas de liberalização comercial sobre a
economia do Mercosul, formado por Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela. Utilizou-se da metodologia
dos Modelos de Equilíbrio Geral Aplicado (GTAP). Foram implementados dez cenários de política
comercial: a formação da Alca; um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia (UE);
a formação de ambos os acordos; a assinatura de Tratados de Livre Comércio (TLCs) entre os países da
América Latina e os EUA, sem a participação do Brasil; e a assinatura de TLCs entre países da América
Latina e os EUA, com a exceção do Mercosul, Bolívia e Equador. Repetiram-se as simulações excluindo-
se os produtos sensíveis nas negociações internacionais. Parte da base tarifária foi modi'cada para
novamente ser submetida à simulação dos mesmos cenários. Os maiores ganhos de bem-estar foram
apresentados pela formação simultânea da Alca e do acordo Mercosul-UE.

Publicado
2015-08-20
Como Citar
CURZEL, Rosana; SILBER, Simão Davi. MERCOSUL: CUSTOS E BENEFÍCIOS DE DIFERENTES ACORDOS COMERCIAIS. SÉCULO XXI: Revista de Relações Internacionais - ESPM/Sul, [S.l.], v. 2, n. 2, p. 121-141, ago. 2015. ISSN 2236-871X. Disponível em: <http://seculoxxi.espm.br/index.php/xxi/article/view/35>. Acesso em: 26 jun. 2019.
Seção
Artigos